quinta-feira, fevereiro 21, 2013


Saindo da zona de conforto

5
Hello pipows!

Quero compartilhar algo com vcs que andei pensando esses dias e que pelo que já li em alguns blogs, algumas outras estão passando pelo mesmo "causo".

Estanquei na casa dos 64...opsss...para minha alegria os números voltaram a baixar, estou com 63.7. São 700g a menos do que no começo da semana, que estava com 64.4 kgs.
Mas a verdade é que eu estou nessa de quer eliminar esse excesso de 4 kgs desde setembro de 2012 e não consigo, simplesmente. 
O que aconteceu, se eu era tão disciplinada? Vou dizer o que aconteceu: em setembro eu estava com 63.3 e de lá pra cá, mesmo querendo chegar aos 60 kgs, me achei na "zona de conforto". Sabe qd vc acha que já pode sair um pouco da linha todo final de semana? Que já pode comer chocolate toda semana? Foi isso que aconteceu e era isso que estava acontecendo até o começo dessa semana. E pra completar, eu já não estava mesmo fazendo AF com frequência, mesmo estando matriculada numa academia e nem conseguindo correr.

A consequência disso tudo é que voltei pra casa dos 64 e se não estou enganada, entrei na casa dos 65 em novembro novamente (é só conferir minhas pesagens aqui ao lado). Triste constatar que eu perdi o controle, por achar que eu já podia. A verdade é que quem se submete a uma RA tem que ter consciência de que ela dura PRA SEMPRE.

Sugiro que quem está passando por isso também, que leia o post da Renata (um blog novo e super legal que encontrei por acaso no Facebook):

Também estou lendo um livro chamado "Emagreci fazendo um blog - como eliminar peso e ganhar amigos".
Achei interessante quando a autora diz que o emagrecimento deve começar pela nossa cabeça. Hoje, depois dessa falsa confiança que a zona de conforto me proporcionou, eu vejo o quanto isso é verdade.

"Emagrecer a cabeça. Para quem faz RA, esta talvez seja uma tarefa tão ou até mais difícil do que resistir às tentações gastronômicas. Se por um lado há sempre aquela vontade de comer pelo simples fato de manter a boca cheia, por outro lado há aquele desânimo de se olhar no espelho e ver que ainda falta muito, mesmo que o muito signifique tão pouco, quase nada ou nada.

O alimento é muito mais que nutrição. Pode significar afeto, sociabilidade e está intimamente ligado às nossas emoções. Comemos por fome, mas também por fatores emocionas como insegurança, para suprir nossas carências afetivas, por ansiedade, depressão, estresse. Comemos nas celebrações. O alimento simboliza amor, afeto, carinho. Nossa relação com a comida não é tão lógica. O alimento nos traz, além da nutrição, prazer e dor.

Quando a comida serve para outro propósitos, como a compensação de emoções, suprimento de carências, o nosso lado consciente quer emagrecer, mas enfrenta o inconsciente, que deseja manter tudo como está. Por isso, é fundamental estar bem estruturado psicologicamente não só para eliminar peso, mas também para manter-se magro depois da dieta."

Recomeçar com a mesma disciplina de antes é difícil, tenho sentido isso na pele. Difícil porque "acostumei" de novo meu corpinho com umas guloseimas nada saudáveis e agora que quero retormar o tempo perdido, parece que entrar na linha novamente traz uma sensação de abstinência. Mas tô no caminho, tenho conseguindo, mesmo ficando devendo na AF, de terça para hoje consegui eliminar 700g. Lucro!

Agora é encontrar a paciência, determinação e motivação e encarar tudo de novo. Quero chegar no meu niver, em maio, com 58 kgs.

5 comentários:

Roh Jardim disse...

Oi minha flor
é complicadíssimo isso mesmo né
Quando a gente acha que estamos lindas mesmo querendo eliminar mais alguns quilinhos. Mas como vc disse a RA é eterna não tem data de validade. A gente tem que aprender a se vigiar mais.
MAs agora que já está ciente de tudo isso, logo logo vai chegar na tua meta
beijos

ivana. disse...

Mas vais conseguir, acredite !

Joicy Viana disse...

Nossa, descreveu bem eu mesma rs! No incio do ano me senti assim, nessa "zona de conforto", mas se nao tomarmos conta do que esta acontecendo já era! Peso aumenta e se deixar vc acaba parando de se importar com sua saude, com seu peso. O importante amiga eh que vc mesma esta se dando conta disso e sabe onde precisa melhora, mudar e fazer direrente. Acho que agente so nao consegue se nao quiser, agora que vc estar firme no proposito continue assim, o peso ja esta baixando, os resultados estao aparecendo e aos poucos mesmo vc vai conseguir chegar nos 58kg, que alias, minha meta tbm. Beijos amiga

Sonho de Emagrecer disse...

Estamos combinando no peso de agora e no ponto de vista tb, estava pensando justamente como vc descreveu, a verdade é essa quando ja estamos bem com nosso corpo achamos que não vamos engordar novamente e nos damos o direito de fazer algumas besteiras (comer muito) ou coisas engordativas.
Vamos conseguir amiga, voltamos ao foco e isso é o que importa.
Sucesso pra voce!

Thaís disse...

Melllll!!!! Eu também caí nessa, apesar de saber que isso poderia acontecer (pois já tinha acontecido oooutra vez anteriormente). Apesar da situação ter sido um pouco diferente, pois fiquei quatro meses parada por causa de uns problemas que tive - mas exames mostraram não ser anda, deve ter sido o famoso stress e sobrecarga-, ganhei quatro quilos nestes quatro meses. A RA vinha capenga, mas agora volta o FOCO, porque se não... desanda tudo né? Tamo junto para não deixar a peteca cair! Retomo meus trotes na segunda-feira, já que meu condicionamento físico foi para o brejo...

:D

Bom final de semana!